Register  Login  Active Topics  Maps  

Portuguese Thread

  Tags: Portuguese
 Language Learning Forum : Multilingual Lounge Post Reply
521 messages over 66 pages: << Previous 1 2 3 4 5 6 7 ... 49 ... 65 66 Next >>
FireViN
Diglot
Senior Member
Brazil
missaoitaliano.wordpRegistered users can see my Skype Name
Joined 3702 days ago

196 posts - 292 votes 
Speaks: Portuguese*, EnglishC2
Studies: Italian

 
 Message 385 of 521
22 September 2012 at 3:50pm | IP Logged 
Galera, qual a é a da 'falta de educação' de quem fala 'pra nós fazer' - ou melhor - 'p(r)a nóis fazê', como falam por aqui? hahaha Todo mundo aqui acha lindo quando falam dos dialetos Italianos, mas no Brasil se alguém fala "errado" a pessoa que é burra.

Vai entender...
1 person has voted this message useful



Flarioca
Heptaglot
Senior Member
Brazil
Joined 4355 days ago

635 posts - 816 votes 
Speaks: Portuguese*, Esperanto, French, EnglishC2, Spanish, German, Italian
Studies: Catalan, Mandarin

 
 Message 386 of 521
22 September 2012 at 5:33pm | IP Logged 
Quem fala "pra nós fazê" não é burro nem mal educado.

Como te disse no outro tópico, isso até faz parte da brincadeira linguística de certos grupos de de jovens em certas regiões do país, numa espécie de homenagem a seus antepassados.

Repito, agora em português, no Rio de Janeiro quem fala assim, ou tem baixíssimo nível de escolaridade ou é de outra região do país. Quem tem mais de 30 é fala assim regularmente tem baixo nível de escolaridade.

Isso não faz parte de nenhum um dialeto ainda, até onde consiga perceber. Acho que nunca será. Mesmo o português caipira autêntico, que tanto aprecio, também nunca irá virar dialeto, pois, fora brincadeiras linguísticas e momentos de descontração, os mais jovens destas regiões já começam a falar predominantemente de acordo com a norma culta.

Apesar do baixo nível de nossas escolas, há outras forças em jogo, como a televisão e a internet. Embora possam até aumentar certo tipo de erros, por outro lado reforçam o uso da norma culta e impedem a consolidação do que seria um autêntico e legítimo dialeto.

Edited by Flarioca on 22 September 2012 at 5:36pm

1 person has voted this message useful



FireViN
Diglot
Senior Member
Brazil
missaoitaliano.wordpRegistered users can see my Skype Name
Joined 3702 days ago

196 posts - 292 votes 
Speaks: Portuguese*, EnglishC2
Studies: Italian

 
 Message 387 of 521
22 September 2012 at 6:12pm | IP Logged 
Bom, eu sou do interior de São Paulo... e de forma alguma falamos de acordo com a tal da norma culta da televisão, haha. Inclusive, como já falei aqui, a mídia é muito ruim pra quem tá fora do eixo Rio-SP (capital), são os únicos sotaques permitidos, e só agora o nordeste tá tendo destaque nesse quesito. Agora, nunca vou ver uma novela em que o sotaque que eu falo é representado fielmente, sem o personagem ser um jeca. Mas isso é outra discussão.

Sim, todos nós que tivemos educação decente escrevemos no padrão, mas 'pra dexá claro', falar desse jeito "errado" é muito comum e não necessariamente é sinal de falta de escolaridade. Concordo com a inexistência de dialetos no Brasil (todos se entendem, né?), mas existem variações nos sotaques que são diferentes, e não dá pra negar. Cariocas com escolaridade não falam dessa forma, mas cariocas representam o que? Uns 3% da população do Brasil? Depende muito de região pra região. Campineiros RICOS não falam assim porque têm preconceito, mesmo que falassem quando eram crianças.

Afinal, por que eu deixaria de falar do jeito que falei a vida toda e que quase todos ao redor de mim também falam? Não acho que se trata de uma "brincadeira", pelo menos na minha região. Claro, é tudo questão do momento adequado. Quando tô na Unicamp ou numa entrevista de emprego não vou falar 'nóis num faz', mas quando tô com amigos ou família isso é bastante comum, apesar de eu preferir usar 'a gente'.

Agora, se as pessoas com falta de escolaridade falam dessa forma... certamente isso não atrapalha na comunicação, né? Se todos falassem de acordo com a gramática do português, me sentiria um alienígena ;) ... mas escrever de acordo com a gramática eu considero primordial. Já até falei nesse tópico, imagina se todo mundo escrevesse do jeito que fala? Teríamos um monte de versões diferentes de português, todas compreensíveis mas ainda assim diferentes. Obviamente que existem também certas ocasiões em que você pode escrever de forma mais relaxada... como agora, usei várias vezes "tô" nesse post, coisa que eu jamais faria pra um texto acadêmico.

Sei lá, esse tipo de preconceito linguístico que existe no Brasil é uma coisa que adoraria que acabasse.
1 person has voted this message useful



Flarioca
Heptaglot
Senior Member
Brazil
Joined 4355 days ago

635 posts - 816 votes 
Speaks: Portuguese*, Esperanto, French, EnglishC2, Spanish, German, Italian
Studies: Catalan, Mandarin

 
 Message 388 of 521
22 September 2012 at 6:40pm | IP Logged 
FireViN, "pra sê" bem franco, se há um autor que eu não suporto é o meu colega de UnB, Marcos Bagno.

Gostemos ou não, há e sempre haverá algum(ns) grupo(s) dominante(s), na política, na economia, na cultura etc., nem que seja localmente.

Por exemplo, aqui em Brasília e quando morei em Viçosa-MG houve quem tentasse zoar o meu "s"-carioca :-))) Claro que acabaram sendo zoados por mim.

Ou seja, em todos os locais tentam impor seu falar e o tal do "preconceito linguístico" se inverte. Repito, SEMPRE haverá um grupo dominante e o que muitos querem é fazer do seu este grupo dominante, o que também é parte do jogo!!! Alias, esse é o jogo do Marcos Bagno, querer ainda mais espaço para seu grupo.

"Prá dexá claro" também, quando falo, volta e meia os "erres", "esses" e algumas vogais ficam meio comidos, mesmo quando dou aula, como faz parte do nosso falar. Como você disse, nos entendemos perfeitamente, pois nem de longe temos dialetos aí envolvidos.

Tenho certeza de que você também já não fala um caipirês legítimo :-)) Meu sogro falava, apesar de ter ido à escola, e eu achava isso muito interessante. Aliás, o caipirês preserva muitas palavras e formas arcaicas desaparecidas, infelizmente.

Se tivéssemos um verdadeiro dialeto caipira, leríamos com ainda maior cuidado Guimarães Rosa e ouviríamos Pena Branca e Xavantinho com toda a atenção. Mas, para mim, seu fim é claro e inevitável.

As diversas formas do português irão ou não se preservar, com dinâmicas fora de nosso controle. Porém, preservar todas elas "não rola", algumas irão sumir. Por exemplo, o miguxês, um certo internetês, bem como o economês empolado ou o "tchu-tcha" das lamentáveis "melodias" modernas, por mim, podem ir para o quinto dos infernos!!

A forma de falar indica local, idade e escolaridade das pessoas, obviamente, e somos "julgados" por isso, gostemos ou não, até por aspectos como simpatias e antipatias mútuas. Por exemplo, há quem não goste de cariocas ... só lamento :-))

Edited by Flarioca on 22 September 2012 at 6:42pm

1 person has voted this message useful



iGustavo
Newbie
Brazil
Joined 3331 days ago

9 posts - 9 votes
Speaks: Portuguese*
Studies: French, English, German

 
 Message 389 of 521
22 September 2012 at 6:51pm | IP Logged 
"Pra nós fazê" é bem comum em Belo Horizonte. Não com cada palavra sendo marcada, mas como se fosse uma única palavra: pranósfazê. Ou também um "Pragentefazê".

Gosto e respeito as diferenças regionais de meu idioma. Não penso em classificar uma pessoa em burra ou inteligente pelo modo como fala. Afinal de contas, será que se uma pessoa fala “errado” é por opção dela? Será que ela teve o mesmo acesso à educação como eu? Foi exposta durante sua vida ao mesmo sotaque que eu? Teve acesso a livros, jornais onde há predomínio da norma padrão? Etc.

Vejo o comentário do Flarioca como algo extremamente infeliz, mas creio que não seja culpa “dele”. Há, de certo modo, uma tendência dos moradores da cidade do Rio de Janeiro (caso já tenham ido lá) de se sentirem “superiores” em vários aspectos em relação ao resto do país, incluindo a língua (eu mineiro que o diga). Não sei a origem nem o porquê desse sentimento, mas existe.

Para encerrar gostaria de dizer que sou universitário, logo não apresento “baixa escolaridade”, assim, gostaria de justificar qualquer erro que encontrarem no meu texto pelo simples fato de que não sou do RJ.

Abraços

Flarioca wrote:
quem fala assim, ou tem baixíssimo nível de escolaridade ou é de outra região do país.


1 person has voted this message useful



fabriciocarraro
Hexaglot
Winner TAC 2012
Senior Member
Brazil
russoparabrasileirosRegistered users can see my Skype Name
Joined 3188 days ago

989 posts - 1454 votes 
Speaks: Portuguese*, EnglishB2, Italian, Spanish, Russian, French
Studies: Dutch, German, Japanese

 
 Message 390 of 521
22 September 2012 at 10:51pm | IP Logged 
Não sou acadêmico (nem quero ser), mas na minha visão sotaque e gírias não são propriamente dialetos... cada região tem o seu sotaque e suas gírias, e até mesmo dentro de uma mesma cidade existe isso (gírias dos "manos", gírias das patricinhas, e coisas do gênero) e não torna dialetos.

Sou do Grande ABC, moro em Campinas atualmente onde estudo na UNICAMP e tenho amigos de dezenas de estados diferentes, e nunca tivemos problema NENHUM de compreensão, por essas e outras não acho que sejam propriamente dialetos como existem na Itália, Noruega ou Suiça.
1 person has voted this message useful



shane.dun
Newbie
Ireland
Joined 4285 days ago

8 posts - 8 votes
Speaks: English*
Studies: Irish

 
 Message 391 of 521
24 September 2012 at 10:23am | IP Logged 
Hi

I hope I am not breaking any rules of the forum by posting in English in this thread. I am looking for some help with translating Brazilian Portuguese for a friend. I have some knowledge of European Portuguese (but not much). However, I am really struggling with casual Brazilian Portuguese.

(1) Amiga figuei chatiada d ter envolvido o Shane nessa historia mais infelizmente nao deu pra evitar, sera se ele me entendeu amiga? eu gosto muito dele e nao queria q ele ficasse chatiado comigo.

(2)Amiga se for algum amigo meu me fala. Eu quero muito com amizades falsas. Por favor eu te emploro pra mim falar

(3)Amiga da um batida aqui hora que tiver indo

(4) Depois qd vc tiver free da um toque pra nos bater um particular


1 person has voted this message useful



fabriciocarraro
Hexaglot
Winner TAC 2012
Senior Member
Brazil
russoparabrasileirosRegistered users can see my Skype Name
Joined 3188 days ago

989 posts - 1454 votes 
Speaks: Portuguese*, EnglishB2, Italian, Spanish, Russian, French
Studies: Dutch, German, Japanese

 
 Message 392 of 521
24 September 2012 at 4:24pm | IP Logged 
shane.dun wrote:

Wow, that's NOT just casual or internet Portuguese, it's veeeeery wrong! Don't learn it like that!


(1) Amiga figuei chatiada d ter envolvido o Shane nessa historia mais infelizmente nao deu pra evitar, sera se ele me entendeu amiga? eu gosto muito dele e nao queria q ele ficasse chatiado comigo.
1- Friend, I'm upset for having involved Shane in this story (situation), but unfortunately I couldn't help it. Do you think he understood me? I like him very much and I'd never want him to be mad (upset) with me.

(2)Amiga se for algum amigo meu me fala. Eu quero muito com amizades falsas. Por favor eu te emploro pra mim falar
2- Friend, if it's a friend of mine tell me please. (I couldn't even understand the next sentence). Please, I beg you tell me.

(3)Amiga da um batida aqui hora que tiver indo
3- Friend, come here when you're going

(4) Depois qd vc tiver free da um toque pra nos bater um particular
4- When you're free, come here so that we can chat in person (meaning "I have something to tell you")



Is that a Brazilian person? If so, it's either a child or a not well educated...


1 person has voted this message useful



This discussion contains 521 messages over 66 pages: << Prev 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66  Next >>


Post ReplyPost New Topic Printable version Printable version

You cannot post new topics in this forum - You cannot reply to topics in this forum - You cannot delete your posts in this forum
You cannot edit your posts in this forum - You cannot create polls in this forum - You cannot vote in polls in this forum


This page was generated in 0.3594 seconds.


DHTML Menu By Milonic JavaScript
Copyright 2020 FX Micheloud - All rights reserved
No part of this website may be copied by any means without my written authorization.